#3 | Como domar a mente?

dominar a mente
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Como domar a mente?” é uma série composta por trechos de ensinamentos transcritos na passagem de S.E. Gyeltshen Tulku Rinpoche, no Centro Gyare Druk Recife, de 19 a 21 de julho de 2019. Os textos são uma compilação pessoal sobre o tema abordado – o Mahamudra da mente – e serve apenas como um apoio e incentivo à prática de meditação, em especial, no contexto do Darma.

Que muitos seres possam se beneficiar!

Sobre Gyeltshen Tulku Rinpoche

Sua eminência Gyeltshen Tulku Rinpoche nasceu em Trashiyangtse, Butão, em 1953. O Rinpoche recebeu ensinamentos e bênçãos de muitos lamas espirituais realizados em vários ensinamentos budistas.

Dominar completamente a própria mente.

  • Durante o caminho nós poderemos dominar os pensamentos e os próprios estados mentais; 
  • Isso é através do meditar, se familiarizar com a própria mente;
  • Não só nós dependemos dos estados mentais não virtuosos e virtuosos; 
  • Quando você é capaz de repousar no seu estado natural da mente, simplesmente descansando e repousando no seu estado natural, isso é favorável;
  • Começamos a nos desprender dos estados mentais tanto superiores quanto inferiores; 

Qual o papel dos ensinamentos?

  • Quando vocês escutam os ensinamentos, isso se torna um conhecimento teórico para vocês: o que é, como, o que fazer, etc. Encontramos isso nos aspectos de visão, meditação e ação.; Isso nós chamamos de conhecimento teórico; 
  • Onde quer que os ensinamentos e aqueles que escutam os ensinamentos estejam presentes, ali estará o Darma; 

O que é um verdadeiro praticante?

  • É aquele que escuta os ensinamentos de um mestre e passa a praticar de acordo com a visão, meditação e ação; 
  • Isso é equivalente para os três veículos. No mantra secreto, em especial, os praticantes que assim seguem são chamados de detentores de visão;
  • Os seres sencientes estão inconcientes de que a própria felicidade depende daquilo que nutrimos na mente. Portanto, se você souber como lidar com isso, seremos capazes de realmente sermos felizes;
  • É de grande e de extrema importância que aqueles que têm conhecimento do Darma ensinem aqueles que não têm acesso ao Darma;
  • Em tempos onde o Darma está em degenerescência simplesmente falar em uma palavra do Darma gera um campo incontável de méritos;
  • A primeira coisa que devemos fazer, de acordo com os ensinamentos budistas, é identificar os estados mentais nocivos, depois reforçar os estados mentais virtuosos. Quando temos fé ou confiança nas três jóias é natural que você não tenha interesse e não queira praticá-los (três venenos e ações não-virtuosas);

Impermanência

  • O segundo estado mental salubre é  reconhecimento da impermanência. É o estado mental do desprendimento e da renúncia [espírito de emergência, bodicita].  Se você não fizer isso, não terá como avançar no Darma. 
  • Se você reconhece a impermanência, não significa que você deixa de experimentar as coisas da vida; 

Capa de Devanath por Pixabay

Se liga na série<< #2 | Como domar a mente? A natureza da mente#4 | Como domar a mente? Bodicita >>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *