Erros comuns ao se iniciar uma rotina de meditação e como evitá-los

erros-comuns-ao-se-iniciar-uma-rotina-de-meditacao-e-como-evita-los
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Já tentou estabelecer uma rotina de meditação?

Uma rotina de qualquer coisa é algo que devemos considerar a investir tempo, a longo prazo, se realmente quisermos aproveitar mais e principalmente, dessa ferramenta milenar que é a meditação.

Em meio a tantas opções disponíveis como livros, vídeos, professores e textos, como fazer para economizar tempo e se transformar o quanto antes diante dos padrões e vícios negativos que cultivamos sem perceber?

O que eu experimentei na primeira rotina de meditação?

  • Quando comecei, eu fazia faculdade e estagiava. Então, eu fazia rascunho de agenda possível data e hora marcada pra meditar e aquilo não se sustentava, de fato; 
  • Também me sentia inseguro, perdido também se o que estava fazendo era o “certo”;
  • Muitos livros, muitas instruções e incertezas também;
  • Tentei praticar por conta própria e cheguei a machucar a lombar por forçar a barra;
  • Segui de janeiro a agosto de 2011 assim.
  • Consegui estabilizar apenas um horário semanal, de 15 minutos, em grupo de práticas no CEBB Recife, aos sábados, o grupo das 15h30.

6 fatores de turbulência na meditação.

  1. Ocupados no dia-a-dia em um ritmo além do nosso limite de velocidade;
  2. Cansados;
  3. Irritados conosco ou como as coisas deveriam ser;
  4. Entediados;
  5. Impacientes pois queremos resultado imediatos;
  6. Queremos ser produtivos na prática.

Padrões nocivos que dificultam o seu avanço na meditação 

  1. Comparação 
    • Exemplo de Chagdud Rinpoche ao chegar nos EUA. Quanto tempo você medita por dia? O Rinpoche era simpático: 24 horas.

  1. Perfeição 
    • Nós ainda cultivamos tendências infantis de achar que as coisas vão andar de maneira perfeita, seja lá o que seja isso porque quando a gente define o que seria perfeito, já tem a imperfeição dentro também.
  2. Legitimação
    • Como alguém que acha que meditar é tipo academia e quer malhar tríceps em casa, por exemplo, apenas para provar para si mesmo que é capaz de fazer aquilo.
  3. Se sentir tacanho
    • Eu não consigo e portanto, não é pra mim, dar importância as histórias de apego e aversão que nos fixamos sem averiguar com curiosidade e honestidade o que realmente tem ali

Na vida real a rotina de meditação é como um investimento 

  • Pelo menos 6 meses, com 10 a 40 minutos diários;
  • Quanto mais você medita mais descobre sobre o que você não é e o que você é; 
  • As expectativas que você tem na prática são seus piores inimigos
  • Você começa a avançar e quer expandir querendo mais e mais ao invés de seguir cultivando o hábito;
  • Pequenas mudanças vem com regularidade de pequenos hábitos 
  • Meditar é como passar fio dental

Nesses 10 anos de caminhada, o nosso “procon” da Roda do Darma tem sido catalogado como  queixa recorrente: a sensação de “falta” para uma meditação ideal ou como seria a minha vida se tivesse mais tempo…” 

Percebe a escassez em ambos os casos? A mente tacanha segue estreitamente e se enaltece em  pobreza.


Inscreva-se para receber os informativos gratuitos da Roda do Darma por e-mail .



Construindo uma rotina de meditação saudável

  • Constância é mais importante que a quantidade de horas diárias; Dudjom Rinpoche costumava comparar a meditação com gotas de chuva e a própria chuva com consequência.
  • Temos uma certa tendência a querer pular etapas, imediatismo por resultados e daí, esquecemos de ver a meditação como um investimento; 
  • O tempo de prática aumenta como uma consequência natural de uma vida que é compatível com a meditação; 
  • Descubra qual o melhor turno para você – manhã, tarde ou noite?
  • Em jejum, com alimentos? Se sim, quais.
  • Seu corpo é seu aliado;
  • Escolha um local físico e sempre que possível medite neste local; 
  • As atividades continuarão e sua vida também, mas a mente agora tem escolhas diante delas: podemos ficar doentes, uma emergência pode surgir, 
  • Um dos sintomas de avanço na meditação é a capacidade de afrouxar e flexibilizar a mente diante das situações de desconforto;
  • Um horário fixo? Ou um tempo fixo qual o melhor?
  • Exercícios antes ou depois da meditação?
  • Meditar é dar espaço para que a vida aconteça além do seu controle e seus pitacos como ela deveria ser

Por que você senta para meditar?

  • Aliviar o estresse e a ansiedade. 
  • Ser mais focado(a). 
  • Melhorar o sono 
  • Melhorar a saúde 
  • Se tornar mais calmo e gentil
  • Descobrir a mente e seu potencial de sanidade básica

Motivação – Qual é mesmo o coração da sua rotina de meditação?

O poder da meditação

“Na meditação, a pessoa se acalma. É mais fácil localizar aquilo que somos dentro da meditação do que dentro das coisas agitadas. Estando sempre em transição. Por exemplo, você não é o seu trabalho, você é um ser meditando. O desafio será entender: aqui não está acontecendo nada. Ainda assim, tem energia dentro de ti. 

Se deixar vir, tem um brilho, dentro de uma experiência simples. Essa felicidade está ali, dentro. A forma de viver muda. Em vez de saltar para os lugares para colher um pouco de felicidade passageira, tu ofereces, irradiando felicidade. A gente não medita para encontrar a felicidade: ela já está lá. Só encontramos algo que já está lá. Em vez de chegar como alguém faminto, sedento, você chega como alguém que vai oferecer algo.”

~ Lama Padma Samten

6 dicas para melhorar a sua prática de meditação: 

  1. Participe de retiros com grandes professores sobre o tema;
  2. Partilhe ideias e experiências com outros praticantes mais experientes.
  3. Livros de autores renomados na área
  4. Assista a vídeos e documentários sobre o tema. 
  5. Junte-se a um grupo presencial/ online com sessões de meditação e que você se sinta bem. Pratique junto com a Roda do Darma. [Link na descrição]
  6. A meditação não deve se tornar um fardo, sensação de carregar um cadáver nas costas. Ela é uma ferramenta de transformação. Como qualquer ferramenta, é bom se perguntar se estamos usando ela de maneira correta.

Para refletir

Para finalizar, queria trazer um relato, um testemunho, de um dos maiores professores de meditação da atualidade, o Mingyur Rinpoche em O hábito de meditar.

Assista agora “erros comuns ao se iniciar uma rotina de meditação e como evitá-los”



Participe!

Author Details

Ajudo pessoas a partir do Darma a se tornarem responsáveis por seus mundos internos. Desse modo, facilito a harmonia individual, familiar e social. Aluno de Lama Padma Samten desde 2011. Tutor no CEBB.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *