Para praticar o verdadeiro Dharma

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Faça assim se você quiser praticar o verdadeiro Dharma!

Mantenha as instruções orais do seu mestre em mente. Não conceitualize sua experiência, pois ela apenas te deixa apegado ou irritado. Dia e noite, vigie sua mente. Se o seu fluxo mental contém qualquer não-virtude, renuncie-o do centro do seu coração e busque a virtude.

Além disso, quando você vê outras pessoas cometendo o mal, sinta compaixão por elas. É inteiramente possível que você sinta apego ou aversão por certos objetos sensoriais. Desista disso. Quando você sentir apego a algo atraente ou aversão a algo repulsivo, entenda que, para ser a ilusão da sua mente, nada além de uma ilusão mágica.

Quando você ouvir palavras agradáveis ​​ou desagradáveis, entenda-as como um ressonante vazio, como um eco. Quando você encontrar infortúnios e misérias graves, entenda que é uma ocorrência temporária, uma experiência ilusória. Reconheça que a natureza inata nunca está separada de você.

Obter um corpo humano é extremamente difícil, por isso é tolice ignorar o Dharma depois de tê-lo encontrado. Somente o Dharma pode ajudá-lo; tudo o mais é sedutor mundano.


Padmasambhava

É aluno de Lama Padma Samten. Desde 2011, tem sua atenção e curiosidade roubadas pela meditação e a sabedoria milenar do Darma de Buda. É tutor do Programa de Formação de Facilitadores do CEBB, sob orientação de seu mestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *