Livros para quem quer começar no budismo

livros
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Será que existe um percusso com livros de iniciantes no budismo? Existe uma infinidade de livros marcantes, clássicos, onde nós iniciantes percebemos o esforço contínuo dos grandes mestres em tentar usar uma linguagem mais acessível para os diversos contextos e problemas do cotidiano a partir de uma visão de sabedoria.

Já listamos alguns volumes, vale a pena dar uma olhada. Então, surge uma nuance, será que teríamos alguma sugestão de percurso? A resposta é sim. Nesse caso, vamos indicar uma sequência o aprendizado é facilitado de acordo com o desenvolvimento e motivação de beneficiar os seres. Naturalmente, essa é apenas uma sugestão e cabe a cada um observar como que cada conteúdo reverbera, em si mesmo. É como se tivéssemos encontrado várias “pontes de sabedoria” que nos permitem avançar no caminho. 

Como base, vamos tomar o próprio ensinamento fundamental do Buda, que são as quatro nobres e o caminho de oito passos, pois são ensinamentos que não precisam de uma religião, de um país, cultura, ocidente ou oriente. Eles dizem respeito a uma visão de sabedoria que ultrapassa a visão convencional de realidade, onde estamos flutuando e saltitando de uma bolha para outra, com destino ao sofrimento.

Aqui, iremos tomar os livros de autoria do Lama Padma Samten, meu mestre e comentaremos  um pouco a sequência usada e o que é enfatido em cada. Se você sentir interesse em aprofundar, sugerimos procurar uma sala CEBB ou uma Sanga mais próxima de você. 

Os livros sugeridos são: (1) meditando a vida, (2) o jóia dos desejos, (3) a roda da vida e (4) a mandala do lótus.

Livros para quem deseja começar com o pé direito no budismo

.


1) Meditando a vida 

Esse primeiro livro aborda os ensinamentos com bom-humor e simplicidade. Os trechos são enriquecidos com uma linguagem brasileira e inspiradora de modo que qualquer pessoa, laica ou não, possa entender e levar o olho de sabedoria para as diversas situações no cotidiano. É o livro mais recomendado para iniciantes pois tem muitos exemplos sem complexidade e nem pré-requisitos para entendê-los. É como se fosse um livro de introdução a uma língua estrangeira e, o meditando a vida é guia para marinheiros de primeira viagem.

2) Joia dos desejos 

Uma vez que entendemos os ensinamentos na vida cotidiana, vamos precisar olhar com um pouco mais de profundidade o que foi abordado e avançar no modo como lidamos com os nossos problemas. De maneira ampla e precisa, esse livro traz a conexão mais profunda entre a meditação e os ensinamentos trazidos no volume anterior.  Aqui temos também a questão levantada sobre os ensinamentos sobre a motivação, do refúgio e bodicita, de termos uma prática regular e constante de meditação, e a superação de obstáculos. Para quem deseja aprofundar e entender a meditação e os ensinamentos, é o livro mais recomendado. 

3) A Roda da Vida como caminho para a lucidez

Os dois livros anteriores podem ser vistos como a construção de uma base estável onde a mente caótica e birrenta irá se acalmar um pouco. Além disso, iremos ter uma noção mais ampla da nossa condição atual como seres confusos e a tentativa frustrada de tentar encontrar felicidade onde é inviável.

Então, assim como o Buda histórico, o Lama Padma Samten traz a questão de como criamos, perpetuamos e dissipamos as causas do sofrimento, da insatisfação e angústias diárias. De maneira mais ampla, iremos olhar minuciosamente a forma usual de como atribuímos solidez aos nossos problemas, as identidades, os planejamentos, propósitos, metas pessoais… E naturalmente, iremos apontar o caminho de saída desse processo viciante e vicioso – a roda da vida ou samsara – no olhar de Prajnaparamita

4) A mandala do lótus

Aqui temos a culminância de um caminho inteiro de transformação interior. Nós agora retornamos ao mundo usual, o cotidiano corriqueiro, porém, agora temos o que oferecer ao invés de chegarmos como vampiros que sugam e demandam as energias dos outros. O tema da cultura de paz é amplamente exercitado e trabalhado com ênfase na visão de sabedoria, as qualidades do coração, como compaixão, amor, alegria e equanimidade; As seis paramitas – que são como atitudes naturais de ação transcendentes as bolhas. O foco maior e bem estruturado no livro é visão, meditação e ação lúcida; A questão de como trazer benefícios aos seres sem uma necessidade de uma barganha ou guerra. 


Em resumo

Com o meditando a vida, nós entendemos que os ensinamentos são reais e podem ser colocados em prática. Já com o Joia dos desejos, vamos adentrar a questão da motivação e remoção de obstáculos na meditação. No livro a roda da vida, nós vamos olhar minunciosamente aquilo que denominamos mente e como nos enganamos sobre quem e o que realmente somos. E por fim, no mandala do lótus, nós temos uma gama de possibilidades de ação lúcida a partir das visões de sabedoria, como as cinco sabedorias e a mandala do lótus – como a inteligência de ação imperturbável diante das situações.

Essa é apenas uma sugestão de leitura. Cabe ao leitor ver qual a sua necessidade atual… e como que os textos reverberam internamente, olhar, ,questionar e experimentar os ensinamentos na vida cotidiano.

Boas práticas!

Exemplares dos livros

Quando adquirimos um livro do Darma, não apenas estamos enriquecendo e aprimorando o nosso conhecimento ou treinamento, mas apoiamos o movimento do Buda, do Darma e da Sanga nas diversas direções.

**Capa de Thought Catalog por Pixabay

Sobre o autor

Desde 2011, dedica sua atenção e curiosidade à meditação e a sabedoria milenar do Darma. É aluno de Lama Padma Samten. Praticante no CEBB Recife (PE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *